highenoughtoseethesea:

Dillon, casual
Photo: Corey Wilson
461

Só existe um chocolate no mundo que eu não consigo apreciar e engolir. Foram aqueles cerca de 30 sonhos de valsa que você me deu de dia dos namorados, alguns deles com bilhetinhos e frases. E eles estão lá na caixa, desde o dia que você começou a me ignorar.

Teve um dia que eu quis xingar o mundo pra você, por ter me “abandonado”. E ai eu abri a caixa e comecei a comer aqueles bombons, achando que comendo eles, iria estar comendo aquilo que restava entre nós. Mas eu simplesmente não conseguia engolir. Eles estão aqui até hoje.

Às vezes pego e leio as mensagens. Frases tipo: “You’re the only exception” ou “Because of you I’m flying higher”. É, voou tão alto que se foi. E me deixou aqui. A única exceção. Eu tento entender essas frases e contextualiza-las. Tento fazer elas fazerem sentido. Não consigo entender como um dia foram reais e agora, puf, não fazem sentido.

Apenas espero ansiosamente o dia que eu vou ter coragem de come-los todos sem culpa. Ou simplesmente joga-los fora, afinal, eles vão apodrecer algum dia. 

Quando você dizia que me amava, eu dizia que você não sabia o que era o amor. E você retrucava dizendo que quem não sabia era eu. 

Talvez você estivesse certo. Porque olha só, depois de tanto amor dito e declarado, hoje você me ignora. Eu achava que o amor era diferente, eu achava que ele passava por cima de coisas ruins, eu achava que ele perdoava.